sábado, 20 de março de 2010

A Hora de Deixa de Estar Certo

Outro dia eu fiz o post "Estando Certo" e nele eu disse que existe a hora de deixar de estar certo. Nem sempre adianta discutir, nem sempre adianta conversar. Só que eu não disse quando deixar de estar certo é importante. E este post é sobre a difícil hora de abandonar uma argumentação sem causar mais conflito ainda.

Para mim isto é quase impossível. Uma vez dentro da argumentação eu estou em um mundo paralelo e só paro quando algum argumento convincente aparecer ou alguém se der por vencido. E isso é péssimo. Ocupa muita tempo da minha vida. Eu poderia dedicar esses momentos a coisas mais frutíferas. E foi justamente fazendo essa análise que eu começo a entender o que devo fazer.

No outro post eu entendi que não preciso provar para ninguém que eu estou certo, mas entre não precisar e não fazer isso existe uma grande diferença. Muitas vezes nós fazemos coisas sem precisar. Simplesmente queremos fazer. E se não tentarmos fazer isso, a sociedade não se desenvolve. É a diferença de opiniões que faz com que o mundo se desenvolva. Se não, estariamos com o mesmo pensamento e atitudes até hoje.

Mesmo que uma divergência seja boa, as vezes as coisas podem ficar complicadas por causa disso e é ai que devemos deixar de estar certo. Um dos momentos mais marcantes que determinam o fim de uma discussão é a desqualificação de um dos argumentadores pelo outro.

E aí existem duas vertentes. O desqualificador não sabe do que está falando, mas insiste em dizer que é PHD no assunto e que o desqualificado não sabe nada. Se você é o desqualificado, precisa entender que a outra pessoa não tem condições de conversar nem de argumentar. É hora de parar, mas tome cuidado. Não pare abruptamente, porque isso pode piorar as coisas. Fale mais algumas coisas e dê o assunto por encerrado. Não se preocupe, o desqualificador terá todo o tempo do mundo para descobrir que estava errado da pior forma.

Por outro lado, existe o caso em que o desqualificador é realmente especialista no que ele está falando e quando o desqualificado falar besteira, a ação de desqualificação será feita. Aí, não há o que discutir. O cara é especialista. É melhor encerrar por ai, a menos que você tenha provas de outro especialista, mas essas provas podem gerar mais conflito ainda.

As vezes entramos no caso onde uma pessoa já vivênciou uma situação mais de uma vez, resolveu o problema ou algo parecido, mas o outro indivíduo sabe "de uma forma divina" que está certo e não importa a experiência.  Opa, é hora de parar. Não vale a pena se desgastar, não vale a pena continuar. Você tem tantas coisas melhores para fazer nada vida.

Esqueça isso e siga em frente porque a energia que consumida nesse tipo de embate não faz bem a nenhum dos envolvidos. Se você quiser, espere alguns dias e toque no mesmo assunto com uma outra abordagem. A discussão que vocês tiveram deu margem para os dois pensarem a respeito do assunto e é muito provavel que um dos dois lados tenha mudado um pouco de opinião.

As pessoas como eu devem enteder que estar certo não é a coisa mais importante do mundo. Deixo a outra pessoa pensar o que ela achar que deve pensar.