quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Reflexões Sobre a Marcha Contra Corrupção

Estive hoje na Marcha Contra a Corrupção. Foi um movimento genuíno do povo contra a desonestidade de nossos representantes, mas para que fizemos a marcha? Para conscientizar os políticos?


O movimento contou com muita gente. A Esplanada dos Ministérios estava realmente lotada. Era um mar de gente e a esquadrilha da fumaça parecia nos apoiar com suas manobras arrojadas. Palavras de ordem eram gritadas  e refletiam a indgnação do povo."Eu não sou otário, sou eu quem paga o seu salário" era uma das frases. Outra era: "Voto secreto não, quero ver a cara do ladrão!" Referência clara a absolvição de Jaqueline Roriz.

Enquanto passavamos pela área do desfile de 7 de Setembro, sentiamos um forte cheiro da bosta deixada pela cavalaria e logo começaram os gritos: "Está tudo cagadado, por aqui passou um deputado."

Havia até aqueles que diziam que eram "brasileiros com muito orgulho e muito amor". Não, eu não tenho esse orgulho, se tivesse, não estaria na passeata, porque ela não precisaria existir. Como posso ter orgulho de nosso país? Mas este foi um dia diferente. Senti um pouco disso, orgulho das pessoas do Brasil. Pelo menos das que estavam lá. E eu mesmo não acreditava que as pessoas iriam, nem eu queria ir.

No final, cheguei em casa cansado e feliz, mas me perguntando: Para que fizemos isso? Quem devemos conscientizar?

Se os políticos estão lá roubando e nos enganando, é porque nós votamos neles. Quantos "ficha suja" foram eleitos? Vários, vários e vários. Além desses, quantos políticos estão lá a décadas fazendo nada a não ser enriquecer? Quantos são reeleitos vez após vez.

A marcha mostra que alguma coisa está mudando, mas o que tem que mudar mesmo são os nossos votos. Não vote em corrupto, não vote em atores, jogadores ou pseudo celebridades desempregados. Esse povo quer usar a política para ganhar dinheiro. Vote em gente honesta e que deseja mudar o cenário do país. Se nossos políticos paressem de roubar, já seria um grande, grande bem para nosso povo. Sobraria dinheiro para muita coisa e muitos problemas seriam resolvidos.

Percebi que as pessoas entenderam que o problema não é o partido que está no poder ou o partido da oposição. Não se falavam em partidos, porque existe corrupção em todos os partidos eleitos.

E por último, mas não menos importante: não seja corrupto. Lembro que aqueles que estão agora no poder são apenas uma amostra das pessoas que vivem neste país. Não se assuste se um dia você descobrir que o percentual de pessoas honestas é o mesmo de políticos honestos. Se você estivesse lá, faria diferente?

"Muda, que quando a gente muda, o mundo muda com a gente!"- Gabriel, O Pensador