sábado, 11 de agosto de 2012

Longe Ou Perto?

Quando estamos longe, não percebemos a realidade, não sabemos o que acontece, não enxergamos os detalhes, as nuances. Começamos a imaginar situações que estão mais relacionadas às nossas esperanças do que à realidade. Quanto mais longe, mais difícil de ver. Criamos esperança que tudo se resolva, temos esperança do mundo perfeito.

Quando estamos perto, percebemos a realidade, notamos os defeitos, os problemas, temos chance de ver os pixels que formam a imagem. Nos damos conta de quando é possível ter esperança e daquilo que não é. Quando não é, podemos escolher a momento de caminhar em outra direção Conseguimos perceber os fatos com maior exatidão. Nossa mente não conjectura, mas observa. Você não idealiza nada, mas sente a ferida ao invés de fingir que ela não existe. Assim, você pode se curar mais rápido, porque olhando de longe, a ferida poderia ficar aberta por muito tempo sem que fosse notada e sem ser tratada.

Não fuja dos problemas, não ignore. Encare de frente, analise, perceba. Assim, a dor passará mais rápido e você se sentirá melhor mais cedo.