domingo, 1 de abril de 2012

Minha Decisão, Minha Atitude, Por Minha Causa

Se tem uma coisa que eu perciso ter em mente é que as minhas escolhas são só minhas, apenas minhas e de mais ninguém. Não posso, de forma alguma, exigir que os outros façam o mesmo esforço que eu decidi fazer e nem me irritar ou chatear por não estarem fazendo.

Eu escolhi fazer, eu escolhi viver assim. A minha escolha guia somente a minha conduta e a de mais ninguém. Não adianta fazer algo que julgo certo e me irritar com aqueles que não o fazem, mesmo quando isso influencia diretamente minha vida.

O que eu preciso me lembrar é que eu tomei a decisão por mim e não pelo outros. A decisão é minha e de mais ninguém. É preciso tomar a decisão para me sentir melhor, para alcançar a paz interior, aqui dentro e não lá fora. Quando tomo a decisão achando que faço isso por alguém, sempre vou me irritar por alguém não estar fazendo a mesma coisa.

Não é a primeira vez que não me sinto bem e tenho problemas justamente por esse sentimento.

No final, cada um vai passar pelo caminho que escolheu, pagar as dívidas e coletar os frutos das próprias ações. Não cabe a mim ser o cobrador.

Preciso me lembrar desse texto dia após dia, até o dia em que ele fizer parte de minhas ações.