quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Um Outro Estranho "Eu"

Uma semente da dúvida existe e cresce
Um brilho de vida
De algum lugar profundamente dentro

Acorde e compreenda

Há mais alguém aqui?
Alguém está gritando
Ajude-me por favor

Vamos desobrir agora que eu não estou sonhando
Bem vindo à minha condenação
Aí vem o meu verdadeiro "eu"

Eu não sabia
Eu não poderia saber a resposta
Minha mente estava vazia
Eu devia saber

Eu me segurei, mas de algum modo existe outra pessoa
Um outro estranho "eu"

Um outro estranho "eu"

Agora o gelo se partirá

Eu não posso mais sair daqui
por que nenhuma das minhas chaves cabem na porta

Há medo e raiva, ódio e amor
Eu devo confessar, está fora do meu alcance

É cínico
É cínico
Ainda cínico
Ouço todas as minhas risadas

É cínico
Apenas maniaco
É cínico
Ouço todas as suas risadas

Se houver alguém ai dentro
Logo tudo acabará
Nós iremos queimar
Nossas almas queimadas
E nós estamos por nossa conta agora
Desista da sua invasão cruel
Você é insano, eu irei lhe mostrar

Eu não sabia
Eu não poderia saber a resposta
Minha mente estava vazia
Eu devia saber
Eu me segurei, mas de algum modo
Existe outra pessoa
Um outro estranho "eu"

Saia e vá
Não posso resistir
É frio e doloroso o raio da dor
Continua a rasgar a minha mente
Eu não posso mais aguentar

Não diga há mais ninguém mas eu
Não acredito nele
Ele me odeia
Enevoa minha mente
É um enganador
Eu posso sentir vibrações cruéis
Você gostaria de se encontrar comigo?

Eu não sabia
Eu não poderia saber a resposta
Minha mente estava vazia
Eu devia saber
Eu me segurei, mas de algum modo
Existe outra pessoa
Um outro estranho "eu"

Um outro estranho "eu"

Bom, essa é uma tradução adaptada da música Another Stranger Me do Blind Guardian.
Mesmo com a adaptação, acho que ainda ficou bem parecida com o que era antes.