quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Esquecimento

Ergamo-nos no caminho do esquecimento!
Na necrópole da mente jazem muitos cadáveres;
Cádaveres horrendos do ódio, do medo, da suspeita.
Não choremos sobre estes restos mortais.

Por mais sombria que seja a existência até agora,
de que adianta lamentar?

Precisamos esquecer o triste passado.

Ergamo-nos no caminho do esquecimento!
O ciúme é uma visita desagradavel.
O ódio é o inimigo da paz e da tranquilidade,
as lágrimas nao trazem riqueza,
a ira jamais constrói uma vida feliz,
a tristeza e a ansiedade sao inuteis.

Precisamos esquecer tudo isso.

Massaharu Taniguchi