terça-feira, 30 de outubro de 2012

A Interpretação da Motivação

Quando as pessoas entram em choque por um motivo qualquer e se afastam, cada um tem a sua interpretação da realidade, a sua versão dos fatos e vai mais além: cada um deduz, através dessa realidade, os motivos que levaram o outro lado a fazer o que fez e é curioso como essa interpretação permanece como verdade por muito tempo, as vezes, pela vida toda e mais.

A falta do diálogo nos faz acreditar em motivos que muitas vezes não existiram, ou que são completamente diferentes. Nós pegamos a nossa experiência de mundo e aplicamos tudo isso ao contexto daquela pessoa, interpretamos a atitude dela segundo o nosso conhecimento e isso nos leva inevitavelmente ao erro. Cada pessoa é diferente e as motivações são diversas.

Se isso incomoda tanto, a ponto de existir a necessidade de encontrar uma motivação para o ato, quase sempre existe a possibilidade de se perguntar o porquê daquilo, mas é preciso estar pronto para resposta. Lembre que a resposta é uma manifestação da mente de outra pessoa, é a forma pela qual ela processa o mundo, você concordando ou não. Ou simplesmente deixe para lá.