quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Vida Relativa

A nossa vida é muito relativa às nossas crenças. As atitudes que tomamos no dia a dia são consequência das coisas que pensamos. O que você acredita pode fazer muita diferença na forma como se vive e no quanto se é feliz ou infeliz.

Quem acredita no fim de tudo após a morte pode acabar perdendo os motivos para querer ficar vivo após de certa idade, ou após aproveitar muitas coisas. Você já conseguiu  tudo o que queria, se divertiu e agora está velho. Sente apenas saudade do que fez e não consegue mais fazer o que queria. E aí? Que diferença faz continuar ou não continuar aqui?

Se você está sofrendo de uma terrível doença incurável e degenerativa e vive mal todos os dias. Que diferença faz? Que diferença faz ajuda alguém ou não? Porque permancer aqui? Não estou dizendo que essas pessoas não necessáriamente ruins ou tristes, não é isso, mas se você tem 70 anos, para que estudar? Para que se melhorar?

Se você acredita no fim da vida no momento da morte, então você deve aproveitar muito, aproveitar tudo, fazer o máximo e gozar dos maiores prazeres pelo maior número de vezes que conseguir para não ficar se lamentando quando chegar perto do fim. Você com certeza dirá: "Aproveite a vida porque ela é curta. Quando você for ver, ela já passou e acabou. Passa rápido demais."

Se você acredita na continuidade das coisas, tudo muda bastante de figura, porque você não vê a morte como o fim. Por mais velho que esteja, ainda existe o que aprender. Ainda existe o que fazer e nada será jogado fora. Para os que tem muitos problemas, doenças terminais e complicadas, existe a expectativa do alívio.

A perspectiva de continuidade após a morte tem o mesmo efeito da perspectiva de acabar o segundo grau e ir pra faculdade, ou sair da faculdade e ir para o mercado de trabalho. Quanto melhor for a sua escola, quanto melhor você se sair antes, maiores serão as chances de você seguir melhor em seus negócios e na sua vida posterior. Nada é garantido, mas aumentam as chances. Quanto mais você se educa, quanto mais se prepara, melhroes são as chances de sucesso, certo?