terça-feira, 21 de setembro de 2010

Princípio dos 90/10 - De quem é a culpa?

De acordo com Stephen R. Covey, 10% da vida estão relacionados com o que se passa conosco e não temos controle sobre eles, já os outros 90% estão relacionados a forma que reagimos aos fatos que não controlamos. Esses 90% é que vão determinar as conclusões.

Exemplo: Você está tomando o café da manhã com sua família. Sua filha, ao pegar a xícara, deixa cair café na sua camisa branca de trabalho. Você não tem controle sobre isso, mas terá sobre o que acontecerá em seguida.

Você se irrita, repreeende severamente sua filha, ela começa a chorar. Você censura sua esposa por ter colocado a xícara muito na beirada da mesa e daí, tem o prosseguimento de uma batalha verbal. Contrariado e resmungando, você vai trocar a camisa e, voltando, encontra sua filha chorando mais ainda e ela acaba perdendo o ônibus para a escola. Sua esposa também vai para o trabalho contrariada e você tem que levar sua filha de carro para a escola. Como está atrasado, dirige em alta velocidade e é parado por um guarda de trânsito e multado. Deixa sua filha na escola, que desce sem se despedir de você, e, ao chegar no escritório, percebe que esqueceu a maleta.

Seu dia começou mal e, ansioso para que ele termine, é recebido friamente e em silêncio pela sua esposa e filha ao chegar em casa.

Porque seu dia foi tão ruim?

1) Por causa do café?
2) Por causa da sua filha?
3) Por causa de sua esposa?
4) Por causa da multa de trânsito?
5) Por sua causa?

A resposta correta é a de número 5, pois o fator determinante foi a ausência de autocontrole (emocional) e de maturidade.

De outra forma: O café cai em sua camisa. Sua filha chora e você diz gentilmente a ela: "Está bem querida, voce só precisa ter mais cuidado e prestar mais atenção."

Depois de pegar outra camisa e a pasta executiva, você volta, olha pela janela e vê sua filha pegando o ônibus. Dá um sorriso e ela retribui dando adeus com a mão.

Notou a diferença? Duas situações iguais com finais opostos. Portanto, só você pode escolher de que forma prefere viver, de que forma prefere desenhar seu futuro.

PS: Eu recebi esse texto, mas não sei quem o fez, ou se é do autor do princípio