segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

A Força Das Palavras

Eu digo que as palavras tem poder, mas não é bem isso, não é a palavra em si, mas o sentimento que você expressa quando as diz. E como você passou a vida inteira associando tal palavra a um sentimento ou pensamento, a palavra passa a ter força e se manifesta.

Mas tem gente que não acredita nessa babozeira de palavra ter força. O mundo é material e ponto final. Supondo que essas pessoas tenham razão, vamos pensar um pouco desta forma.

Eu passo boa parte do meu tempo tentando ajudar algumas pessoas que estão em uma pior, falo para elas tentarem, falo para fazerem, dou idéias, mas sabe o que elas me dizem? Não tenho tempo. É muito difícil. Comigo não funciona. Isso é arriscado e bla bla bla. Sempre me dizem algo que as impede de começar ou mudar. A verdade é que elas não querem fazer.

E eu já disse essas coisas para mim mesmo algumas vezes, mas ainda bem que mudei de idéia e hoje as coisas são muito melhores do que antes e amanhã serão melhores ainda. Acredite você ou não.

Se você diz isso para você mesmo, quer dizer que isso será a sua realidade sempre. Simplesmente por acreditar no que está dizendo, você nunca vai nem tentar sair disso. Se você acha que não pode ser feliz, e diz isso, com certeza você não fará nada para mudar a sua situação. Pode até ser que uma alma caridosa tente lhe ajudar, mas até assim você pode decidir atrapalhar quem tenta lhe ajudar.

Por outro lado, os que acreditam e dizem que algo vai melhorar acabam conseguindo, porque eles tentam, eles buscam, se esforçam. E isso faz a diferença.

Pare de dar desculpas quando alguém que está em uma situação melhor que a sua e lhe mostrar um caminho bom. Antes de negar o caminho, analise. Pode ser que não funcione para você, mas pode ser que funcione. Nem todo mundo consegue dar conselhos e você pode receber um conselho ruim, mas é preciso pensar a respeito. Pense: porque a outra pessoa consegue e você não? Porque o outro tem tempo e você não?

Você pode dizer que a realidade dele é diferente da sua. E é mesmo, muito diferente.

Como dizia meu professor de faculdade, o Tio Quito: "O que você faz de meia noite as seis da manhã? É tudo uma questão de prioridade". Claro que essa frase é um exagero, mas é tudo uma questão de prioridade. E depois eu falarei mais sobre prioridades.

Se as palavras tem essa força em um mundo material onde a mente não tem influência direta, imaginem se o mundo for mesmo espiritual e se a origem de toda criação for exatamente a força mental.