sábado, 14 de novembro de 2009

Certo e Errado

A definição de certo e errado não é absoluta. Em alguns casos ela chega bem próxima de ser absoluta, mas sempre existe uma situação em que o certo deixa de ser certo e passa a ser errado.

Na verdade, é uma questão de ponto de vista. O que é certo para um pode não ser o correto para o outro e vice-versa, mas o importante é não confundir a opinião pessoal com a opinião mais apropriada para o assunto.

Se você teve determinada educação ou se você entende um assunto de uma determinada maneira, essa maneira é sua e não está necessáriamente correta. E é isso que é preciso entender. As pessoas devem ter o direito de discordar e de agir de forma difrente da forma como você faz. É direito delas.

Alias, o que seria de nosso mundo se todos agissem sempre da mesma forma durante todo o tempo. Estariamos ainda nas cavernas.

O que você tem o direito de fazer, obviamente, é não estar próximo de essa pessoa, mas nunca de exigir que ela mude só porque você entende que está certo. Afinal, vivemos em uma democracia.

Isso também não te impede de conversar com a pessoa a respeito do assunto e expor seus pontos de vista. Uma conversa aberta é sempre produtiva. Não deixe que sua raiva suba a cabeça quando a outra pessoa expuser os argumentos dela, ou se os seus forem ineficientes. Isso acontence.

Por mais que você não tenha argumentos para nortear seu ponto de vista, não significa que você esteja errado. As vezes, apenas sabemos que estamos certos e as vezes não queremos admitir que estamos errados.