terça-feira, 21 de junho de 2011

Minhas Impressões Sobre o Livro 50 Anos Depois

Terminei recentemente de ouvir o livro "50 anos depois", de Emmanuel e queria falar um pouco dele.

No início, me pareceu um livro para católicos e evangélicos compreenderem melhor o que é o espiritismo e sem dúvida, mantenho essa impressão até hoje. Neste intuito, o livro é perfeito. Não tenho dúvidas. Muita gente não compreende a diferença entre essas religiões. Para quem deseja entender de boa fé, vale muito a pena ler.

Para ateus, o livro é "cristão demais". Neste caso, não recomendo. Sugiro a leitura de O Livro dos Espíritos ou O Livro dos Médiuns ou ainda, O Que é Espiritismo. Depois, disso, O Evangélio Segundo Espiritismo, Nosso Lar e só então você vai para 50 anos depois.

Eu, como ex-ateu, não católico e não evangélico desde que me lembro, comecei a ouvir e não me senti muito animado no início, os primeiros capítulos são chatos, com muitos nomes romanos. Logo me questionei se deveria terminar ou não. Mas segui em frente, sempre ouvi relatos que Emmanuel é bom escritor. O esforço de ouvir um livro é menor do que ler. Lá fui eu e não me arrependi de ter continuado.

O segundo terço do livro deixa as coisas mais interessantes. Depois da metade já ganha ritmo e o terço final realmente surpreende. A narrativa traz lições importantes e muitas passagens emocionantes. Então, resumindo, se você é ateu ou algo parecido, deixe para ler outros livros antes. Se você tem tendências e educação cristã, ou é bem espiritualizado de alguma forma, vai fundo, leia agora mesmo.